quinta-feira, 22 de março de 2012

Os Dez Mandamentos da Liberdade de Crença

1) Fé é a crença em algo sem provas.

  Não podem ser, portanto, considerados assuntos da fé qualquer assunto para o qual há provas ou evidências lógicas.

2) Todo ser vivo é capaz de erros


  Não podem ser consideradas provas ou evidências quaisquer noções que não sejam obtidas pelo método científico, indiferente destas serem associadas a crenças, organizações religiosas ou tradições.


3) Todas as posições religiosas são válidas.

  Não se pode, portanto, considerar-se mais certo quanto a um assunto da fé.

4) Todo ser tem liberdade de crença, pensamento e expressão deste

5) Questionamento não é desrespeito

  Não se pode considerar desrespeito qualquer questionamento de causa e consequência mesmo que relativo a práticas atribuídas a organizações religiosas ou a questões de fé.

6) Referências, negativas ou não, para com membros de uma organização, seja esta declaradamente religiosa ou não, não podem ser consideradas referências para com a organização

7) O governo e todos os seus membros devem se manter isentos de influência de suas posições religiosas enquanto exercendo suas funções

  Não podem ser permitidas quaisquer manifestações a favor ou contra um indivíduo ou grupo por suas crenças ou afiliações a organizações religiosas.

8) Toda prática deve ser julgada por suas consequências, não pelas crenças que as geram

  Nenhuma prática pode ser ignorada por ser associada a crenças, organizações religiosas ou tradições.

9) As consequências de práticas, sejam estas únicas, ocasionais ou plurais, não podem ser associadas a pensamentos, mas devem ser associadas a tradições e organizações que as encorajam e/ou a auxiliam de forma prática.

  Devem ser criminalizadas as tradições e organizações que tornam possíveis ações criminais.

10) Autoridades Religiosas devem estar cientes de sua influência e aceitar sua responsabilidade em qualquer ação apoiada por suas palavras para membros de sua organização ou organizações semelhantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário